17.12.09

um, dois, três, é amor.

Nem rápido, nem devagar, não necessariamente no lugar ideal e sem música de fundo. Passageiro, eterno, único ou primeiro. Amor nunca é como o que se espera. Cada toque uma emoção, pra uma palavra todos os significados. Só uma coisa com certeza é fato; pernas tremem, pensamentos voam, coração dispara, o tempo para e você congela. Um só sorriso parece pintar o sol de arco-íris, uma lágrima rasga o céu fazendo chover. Sonhar acorda se torna frequente e inevitável, as ilusões parecem cada vez mais real. Sem tempo pra respirar você se perde. Um, dois, três, é amor. Três, dois, um, é surreal.

2 comentários:

  1. chorei lendo o texto :S exatamente o que eu etou vivendo :/ adorei o blog *-*

    ResponderExcluir
  2. ahh chora naum flor rsrs dorei tbm!
    bju bju **

    ResponderExcluir

Gostou?