5.11.11

Mais de Ti.

 Parece que encontrei a dose certa. E já era tempo..Puta que pariu, passou do tempo !


Pra mim e na dose, a sua filosofia inventada de Descartes e Platão,
junto as loucuras que te escuto falar e que me faz rir.
Pra mim, seu hálito abafado de solidão, ou o silêncio por reflexão.
De ti,  o tempo, a pouca religiosidade, as marcas no corpo, a tatuagem e a bagagem.
Aquela dosagem de rebeldia e responsábilidade ou fraqueza e coragem. Quem sabe.
Eu é que não te dou nada, meu caro
Tenho pouco de mim pra ti, e tenho tudo que precisa.
Caso tenhas coragem de pedir.

A voz embriagada no celular, e o conhecer demais
A frieza das palavras ditas influenciada pela teoria de quem estuda
O sarcasmo e a ironia, pra quem não é íntimo
As brincadeiras, o trato, o descaso, o desdém
por ti, pra ti, pra mim...mais de ti.

2 comentários:

Gostou?